Infarto – Quais os sintomas, causas e o que fazer?



  

A dor no peito que as pessoas costumam sentir durante um infarto não é o único sinal que deve ser observado. A dor poderá se localizar em qualquer lugar que esteja entre o lábio inferior e a cicatriz umbilical.

Segundo dados do Datasus (agência de controle de dados do governo brasileiro), as doenças cardiovasculares ficam em primeiro lugar em termos de mortes em todo o mundo, sendo esse número em 30% no Brasil. O Infarto Agudo do Miocárdio fica como a causa principal destes problemas.

A gravidade fica pior quando se demora mais para o tratamento entre o início dos sintomas e o atendimento do paciente. Como fatores de risco, o infarto apresenta a hipertensão, a obesidade, diabetes, colesterol alto, estresse e infartos que ocorreram anteriormente. São mais afetados pelo problema os homens de meia idade e as mulheres depois da menopausa.

Como acontece?

O infarto ocorre quando uma parte do músculo cardíaco morre pela falta de oxigênio. A nutrição deste músculo é realizada por meio de artérias coronárias, que vão levar os nutrientes e sangue até o coração. Caso uma destas artérias ficar entupida (uma placa de gordura que se localiza perto da parede interno do vaso é rompida) o fluxo do sangue vai ser interrompido e a área em questão vai causar dor. Caso o fluxo não seja reestabelecido em tempo, o tecido vai morrer.

Há uma má definição sobre a dor do infarto do miocárdio, uma vez que ela vai poder se alojar em qualquer local que fique entre o lábio inferior e a cicatriz umbilical. Muitas pessoas vão sentir dor no meio do peito, uma causa de aperto, que vai se espalhando até o seu braço direito.





Porém, algumas pessoas podem chegar com dores no queixo ou costas e estarem sofrendo um infarto. Dores que se localizam nas regiões citadas e que ficam mantidas por mais de 20 minutos deverão ser investigadas.

Fique de olho também em sintomas como vômitos, fraqueza intensa, suor frio, palpitações e falta de ar. Quando há a presença desses tipos de sensações, a pessoa deve ir rapidamente para um pronto socorro mais próximo no período máximo de uma hora. A dor vai passar conforme o tempo, mas o dano vai se tornar cada vez mais irreversível. Depois de 12 horas desta dor, o músculo já morreu por completo.

Você deve evitar dirigir quando há a suspeita de um infarto, uma vez que as arritmias e os desmaios acontecem com frequência no início deste quadro. Sempre leve junto com você seus exames recentes para que isso possa ajudar o médico que lhe atender. 



Post Comment