Abono Salarial 2016 – Prorrogação do Pagamento do PIS PASEP



  

Governo amplia prazo para resgate do Abono Salarial até o dia 31 de agosto.

O governo anunciou a prorrogação do prazo para que os contribuintes beneficiados pelo PIS/PASEP possam sacar seus abonos referentes ao ano de 2014. Depois que cerca de 1,2 milhão de trabalhadores em todo o Brasil não realizaram o resgate de seus benefícios no primeiro prazo, finalizado na última quinta-feira (30), a decisão do governo foi de disponibilizar o saque do dinheiro entre os dias 28 de julho até 31 de agosto.

Os saques podem ser realizados nas agências da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil. Com a extensão do prazo, o Ministério do Trabalho espera que pelo menos 300 mil trabalhadores façam o saque de seus abonos salariais. Para o governo, a quantidade de novos saques significa o pagamento de um montante de R$ 264 milhões, onde cada trabalhador poderá sacar R$ 880. O dinheiro dos trabalhadores que não realizarem o saque até o prazo final em agosto retornará ao FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador).

De acordo com o governo federal, já foram pagos mais de R$ 18 bilhões aos mais de 22 milhões de trabalhadores que sacaram seus benefícios. Segundo as especificações do Ministério do Trabalho, o Abono Salarial PIS/PASEP é pago apenas para os trabalhadores que exerceram alguma atividade remunerada e com carteira assinada ao menos durante 30 dias em 2014, com cadastro no PIS/PASEP há ao menos cinco anos. Além disso, o trabalhador que se enquadra no benefício deve ter recebido até dois salários mínimos por mês neste período.

Enquanto que os trabalhadores cadastrados no PIS devem comparecer até uma agência da Caixa Econômica para receber seus abonos, os funcionários públicos cadastrados no PASEP devem verificar primeiramente se ocorreu o depósito em sua conta. Em caso negativo, será necessário dirigir-se até uma agência do Banco do Brasil com um documento de identificação em mãos.





Em caso de dúvidas e para mais esclarecimentos, os trabalhadores poderão ligar para os serviços de atendimento da Caixa (0800-726 02 07), do Banco do Brasil (0800-729 00 01) e na Central de Atendimento "Alô Trabalho", pelo número 158.

De acordo com o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, o dinheiro destinado aos trabalhadores é um "gesto de justiça" e não de bondade. Já o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, rebateu as críticas de que a extensão do prazo aconteceu apenas para combater a baixa popularidade do governo, afirmando que o novo prazo "tem a ver com governar para todos".

Por William Nascimento



One Comment - Escrever um Comentário

  1. esses sem vergonhas no ano passado não pagaram o pis para a metade das pessoas que tinham direito agora prorrogam somente ate agosto

Post Comment