Jogo Brasil x Honduras – Futebol Masculino – Olimpíadas Rio 2016



  

Brasil enfrenta Honduras buscando o posto de maior medalhista da história dos Jogos no Futebol Masculino.

Sendo pressionada por vários para conquistar a medalha de ouro, a Seleção Olímpica Brasileira irá fracassar caso termine as Olimpíadas Rio 2016 com qualquer outra medalha a não ser a de cor dourada. Porém, caso derrote Honduras, na tarde desta quarta-feira, no Maracanã, às 13h, o time comandado por Rogério Micale já realiza um fato histórico. Se chegar à final, consequentemente a equipe garante no mínimo conquista a prata. E, então, o Brasil será de forma isolada o maior medalhista na história dos jogos Olímpicos na categoria futebol masculino.

Atualmente, a posição é dividida com as seleções da Hungria e Sérvia, que receberam as medalhas que foram angariadas pela Iugoslávia e Rússia, que herdou as medalhas da União Soviética, sendo cinco medalhas para cada uma. Desta forma, o Brasil possui duas de pratas e três de bronzes.

Entretanto, neste grupo, apenas a Seleção Brasileira não pode ter o orgulho de alcançar uma medalha dourada. A seleção húngara, por exemplo, foi vencedora em três oportunidades no período entre as décadas de 50 e 60.

Já do lado dos adversários de hoje, estará uma equipe que conta com recursos técnicos bem abaixo do time de Neymar, Gabriel Jesus e companhia. E os atletas brasileiros, mais uma vez, sabem que terão a frente um adversário que irá jogar por apenas uma bola.





De acordo com o atacante Luan, desde o início da competição os jogos foram assim, onde os times jogam recuados, esperando um contra-ataque. Portanto, o Brasil necessita de paciência e não se desesperar, mantendo a tranquilidade para não sofrer uma pressão dos torcedores e se dizem preparados para isso.

A equipe masculina tentará anotar uma história diferente da versão escrita pelas mulheres no mesmo Maracanã. Onde foram eliminadas na terça-feira, na busca pelo ouro, contra a Suécia, nas penalidades máximas. O atacante Gabigol não vê um aumento de responsabilidade sobre eles devido a derrota das meninas. O atacante disse que elas não fracassaram e que foi um bom jogo, que a perda nos pênaltis nem sempre reflete a história do jogo e não tem uma ação muito negativa sobre os atletas.

FILIPE R SILVA



Post Comment