Abono Salarial (PIS/PASEP) 2016 – Novo Prazo para Saque



  

Governo amplia o prazo de saque até o dia 31 de dezembro de 2016.

No Brasil inteiro praticamente um milhão de trabalhadores ficaram sem receber o abono salarial referente a 2014. Em vista disso, o Ministério do Trabalho prorrogou o prazo para o saque do benefício, no valor de 1 salário mínimo. Esse prazo já havia sido modificado anteriormente e iria até o dia 31 de agosto. Agora os beneficiados têm até 31 de dezembro de 2016 para retirar o montante. A quantia que não for sacada até a data limite vai retornar para o FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) e não será mais disponibilizada para saque.

Para verificar se pode receber o valor, o trabalhador deve consultar uma lista que o governo federal disponibiliza ou pode acessar o site do Ministério do Trabalho para ver se atende às exigências.

Somente recebe o abono salarial referente ao ano base de 2014 aquele que trabalhou, no mínimo, durante 30 dias com carteira assinada e recebeu em média dois salários mínimos por mês. Os dados informados pelo empregador no RAIS (Relação Anual de Informações) precisam estar corretos e é necessário estar registrado no PIS/Pasep há pelo menos 5 anos até 2014. O trabalhador que não atende a todos os requisitos não tem direito ao benefício.

O saque pode ser realizado em diferentes lugares, de acordo com seu registro. Os trabalhadores cadastrados no PIS podem retirar o montante em qualquer agência da Caixa. Aqueles que estão inscritos no Pasep retiram sua quantia no Banco do Brasil. Os servidores públicos aposentados após 2014 devem conferir se têm direito ao abono, assim como os comissionados de entidades públicas.

O governo recomendou a todos aqueles que ainda não sacaram o abono salarial que não deixem para a data final. O prazo, que vai até 31 de dezembro, não será ampliado outra vez.





Abono Salarial 2016

O benefício liberado em 2016, que tem como base o ano de 2015, já está disponível para saque, seguindo o calendário que o Codefat (Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador) definiu. No dia 28 de julho de 2016 os primeiros saques foram realizados e os beneficiados têm até do dia 30 de junho de 2017 para retirar o valor.

O Ministério do Trabalho calculou que cerca de R$14,8 bilhões serão utilizados para auxiliar os 22,3 milhões de trabalhadores amparados por esse serviço.

Por Fábio Santos



One Comment - Escrever um Comentário

Post Comment