Greve dos Bancos 2016 – Paralisação Inicia na Terça Feira (Dia 06-09)



  

Bancários rejeitam proposta de reajuste da Fenaban e confirmam paralisação em assembleias pelo Brasil.

Bancários de diversos estados confirmaram em assembleia, realizadas na última quinta-feira (1), uma paralisação de todo setor a partir da próxima terça-feira, 6 de setembro. A greve acontece após a categoria recusar a proposta de reajuste salarial da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Novas assembleias devem acontecer nesta sexta-feira (2) para confirmar ou rejeitar a adesão de outras cidades e estados na greve.

A informação da greve nacional dos bancários foi divulgada pelos sites da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Empresas de Crédito (Contec). Entre os estados que já aderiram a paralisação nacional estão: Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Tocantins, Maranhão, Pará e Sergipe, além de cidades como Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Brasília (DF), Porto Alegre (RS), Belo Horizonte (MG), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Campinas (SP), Bauru (SP), Angra dos Reis (RJ) e Campos dos Goytacazes (RJ).

De acordo com a Contraf, os bancários rejeitaram a proposta de Febraban de reajuste salarial de 6,5% e o mesmo reajuste nos benefícios oferecidos aos funcionários, como auxílio refeição, auxílio alimentação e auxílio creche, além de uma bonificação de R$ 3 mil e Participação nos Lucros e Resultados (PLR). A proposta da categoria é um reajuste baseado na inflação do período e 5% de aumento real, PLR de três salários e acréscimo de R$ 8.317,90, além de programas que combatam metas abusivas dentro das agências bancárias do país e que ponham fim ao assédio moral e sexual, além do fim da terceirização no setor.





A Contraf afirma, em seu site, que os cinco maiores bancos do país (Itaú, Bradesco, Banco do Brasil, Santander e Caixa Econômica Federal) lucraram, no primeiro semestre de 2016, mais de R$ 29,7 bilhões e que, apesar do crescimento, cortaram mais de 7.890 postos de trabalho entre janeiro e julho de 2016. A Fenaban, por outro lado, informa em seu site que a proposta de reajuste salarial enviada aos bancários é “capaz de garantir a satisfação e o bem-estar dos empregados do setor em um momento de dificuldades e incertezas na economia brasileira”.

Novas reuniões e assembleias devem acontecer na noite desta sexta-feira entre os bancários, para definir se os estados que ainda não aderiram à greve da próxima terça-feira participam ou não da paralisação do setor.

Por Luana Neves



One Comment - Escrever um Comentário

  1. Preciso sacar meu benefício amanhã, ele veio como ordem de pagamento, e agora tenho que esperar a greve acabar p sacar?
    Cassilândia MS

Post Comment