Projeto pode Acabar com Exigência de TCC na Graduação



  

Novo Projeto de Lei pode extinguir obrigatoriedade do Trabalho de Conclusão de Curso na Graduação.

O Trabalho de Conclusão de curso, obrigatório na formação da maioria dos cursos superiores, está perto da extinção. Um projeto de lei que está agora no Senado e determina alterações na Lei de Diretrizes e Bases da Educação, retira a obrigação do aluno de apresentar o trabalho de pesquisa ao final do curso.

Item obrigatório para o recebimento do diploma, o trabalho de conclusão de curso possibilita ao aluno colocar em prática conhecimentos sobre pesquisa e principalmente, sobre a área de formação. A proposta ressalta que a exigência não necessariamente ajuda na formação do aluno, muitas vezes não trazendo resultados futuros e ocupando um lugar na grade curricular que poderia estar sendo aproveitada por outras disciplinas.

Há no texto do projeto também uma referência ao sistema pedagógico empregado na realização e na proposta do TCC, que não traria resultados reais para a formação do aluno. É destacada ainda a existência de uma verdadeira indústria para a produção de trabalhos acadêmicos, o que ainda reforça o pedido de retirada da exigência.





O Senador Eduardo Amorim (PSC-SE), autor do projeto de lei, diz ainda que a realização do TCC reforça um quadro de ansiedade nos formandos, o que seria prejudicial. Para ele, o principal é o desempenho posterior do aluno no mercado de trabalho, que não seria garantido pela realização do TCC, mas sim por toda a trajetória do aluno durante o curso de formação.

O projeto seria aplicado primeiramente nas Universidades que fazem parte do Sistema Universidade Aberta para Todos, um sistema integrado de universidades com cursos realizados em formato de Educação à Distância, que tem seu foco para alunos carentes e professores do sistema de ensino público que ainda não possuem formação superior. Para a diplomação os alunos do sistema ainda são obrigados a apresentar o projeto no final do curso.

O projeto de lei está agora no Senado Federal, na seção de Comissão de Educação, Cultura e Esporte, aguardando relatório do Senador Randolfe Rodrigues (Partido Rede – AP).

O resultado e a votação final do projeto devem acontecer até o final do mês de novembro.

Ana Carolina Haddad



Post Comment