Saúde no Brasil – Estados com Melhores Índices em 2016



  

Confira aqui os estados que possuem os melhores índices de Saúde no Brasil, segundo a Consultoria Macroplan.

Segundo uma pesquisa realizada pela Consultoria Macroplan no país, sobre quais estados brasileiros apresentam as melhores condições de saúde para a sua população e divulgado no último dia 13, no site da revista Exame, mostrou que os Estados da região Sul são os que apresentam os melhores índices de saúde no Brasil. Neste ranking, a região Norte e Nordeste aparecem como locais onde os índices não são satisfatórios, apesar das várias políticas públicas de saúde implantadas nestes locais.

Para o levantamento, foram levados em consideração parâmetros como mortalidade infantil e expectativa de vida e foram avaliadas as condições de saúde dos 26 estados e do Distrito Federal. Para a análise dos resultados, os índices que mais se aproximaram de 1 foram considerados os mais satisfatórios.





Os resultados mostraram que os estados localizados na região Sul do Brasil se destacaram por apresentarem os melhores desempenhos. Neste sentido, o estado de Santa Catarina foi considerado o campeão nacional em redução da taxa de mortalidade infantil brasileira até o primeiro ano de vida. De acordo com o levantamento, as cidades catarinenses foram as que mais se aproximaram dos índices recomendados para a taxa de mortalidade infantil no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), que é de 10 bebês para cada mil nascidos vivos. O estado apresentou uma taxa de 10,1. Em segundo ficou o Rio Grande do Sul (com 0,93) e em terceiro o Espírito Santo (com 0,921).

Por outro lado, os estados da Região Norte apresentaram os maiores índices de mortalidade infantil até 1 ano, apesar dos inúmeros esforços por parte das autoridades de saúde no país. Mesmo a drástica redução de 18,7 para 15,7 no período compreendido entre 2004 e 2014 no Brasil, o estado de Roraima, por exemplo, se destacou na pesquisa por ainda apresentar valores tidos inaceitáveis pela OMS. Ele faz parte de um grupo de quinze outras cidades, todas localizadas na mesma região que apresentam valores médios de mortalidade infantil na ordem de 12,9 mortes para cada mil nascidos vivos.

Com relação à expectativa de vida, o estado de Espírito Santo se destacou nacionalmente e ficou em primeiro lugar com um taxa de 4,6 anos em relação à média nacional que é de 3,5 anos. Este valor foi obtido pela análise da maior sobrevida do brasileiro, que aumentou entre 2004 e 2014. O estado de Santa Catarina também ficou à frente no mesmo quesito com uma expectativa de vida de 78 anos. Numa análise mundial, o Brasil ainda se encontra atrás de países como o Chile, cuja expectativa é de 81,2 anos. Por outro lado, os dados apresentados pelo estudo mostraram que o estado do Maranhão foi o que apresentou um dos menores valores, com uma expectativa de 70 anos.

Emmanoel Gomes



Post Comment