Cachorro e Fogos de Artifício – Como Proteger e Amenizar o Estresse dos Animais



  

Confira aqui algumas dicas para proteger e amenizar o estresse dos cachorros com os fogos de artifício.

Para quem tem um bichinho de estimação, principalmente, os cãezinhos sabe que a época das festas de final de ano é sempre estressante e muito traumática para os seus pets. Isto por que a tradicional queima de fogos pode causar uma série de transtornos e são muito comuns os casos em que os donos perderam seus amiguinhos que costumam fugir assustados.

Pensando nisto, os especialistas em comportamento animal e muitos médicos veterinários dão algumas dicas de como lidar com seu cãozinho nestas horas que, para seus donos, pode ser de festa, mas para os melhores amigos do homem representam um quadro de terrível estresse.

Todo o quadro de agitação parte do principio de que os cães possuem um sistema de audição muito mais avançado que o da espécie humana. Depois do olfato, a capacidade de perceber sons muito diferentes do que o ouvido humano pode captar, faz destes animaizinhos queridos muito especiais e, portanto, merecem toda a nossa atenção.

Uma metodologia que vem correndo as redes sociais é a chamada Tellington Touch, idealizada pela americana Linda Tellington- Jones e que consiste em passar para o cãozinho a sensação de afago e segurança que um abraço comum pode proporcionar. Para isto, ela ensina a colocar uma faixa de pano em forma de x, tanto na barriga quanto no dorso do animal. A justificativa é que o tipo de amarração tem a capacidade de estimular áreas sensíveis destes animais e pode trazer uma sensação de segurança, em primeiro lugar, além de um certo conforto. É tudo que o cãozinho mais dengoso gostaria de receber de seu dono neste momento de tensão. Entretanto, os especialistas recomendam que para usá-lo, seria preciso já ir fazendo tal amarração no seu animal dias antes para que ele possa ficar condicionado e reconhecer que tal medida é prazerosa.





Outra forma seria o uso de óleos essenciais extraídos de plantas que possuem uma capacidade relaxante. Segundo os especialistas em acupuntura veterinária, o bom é esfregar duas a três gotas de óleos essenciais elaborados a partir das mesmas na nuca dos cãezinhos minutos antes da queima de fogos. Isto estaria trabalhando com o principal sentido canino, o olfato.

Além destes conselhos, alguns veterinários recomendam deixar seu animalzinho em locais da casa nos quais ele já está a acostumado e evitar lugares desconhecidos que poderiam contribuir para aumentar mais ainda o quadro de estresse. Além disto, é importante deixar um acesso para determinadas partes da casa nas quais ele poderia se esconder como embaixo da cama e de sofás e evitar acaricia-lo durante o episódio. Na opinião dos estudiosos em comportamento animal, é preciso que ele perceba que deve lidar sozinho com determinadas situações e que não tenha sua própria estima inferiorizada.

Emmanoel Gomes



Post Comment