Wanessa Camargo é Musa da Mocidade Independente no Carnaval 2017



  

Cantora será um dos grandes destaques da escola no desfile deste ano.

A cantora Wanessa Camargo, a filha mais velha de Zezé Di Camargo, será uma das grandes estrelas e destaque da escola de samba carioca Mocidade Independente, uma das mais importantes e tradicionais do Rio de Janeiro. De acordo com o site “O Fuxico”, a cantora disse amar muito o Carnaval e que precisa ainda ter algumas aulas de samba, apesar de afirmar que sabe sambar.

Em 2004, no auge do sucesso, Wanessa chegou a desfilar pela Beija Flor. Nos anos seguintes, esteve ainda em escolas como a Imperatriz, também do Rio. Em suas redes sociais, a cantora disse que ficou muito feliz pelo convite para ser a musa da Mocidade e que a escola é a sua preferida, entre as agremiações cariocas.

Nos próximos dias serão divulgadas mais informações sobre a participação da cantora no desfile da Mocidade em 2017. O anúncio oficial foi realizado na segunda quinzena de dezembro de 2016.

Primeiro ensaio técnico e enredo 2017

A Escola carioca anunciou que o primeiro ensaio técnico no sambódromo deve ser feito daqui a 20 dias. A Mocidade é a terceira escola a desfilar na segunda-feira de Carnaval. Para este ano, o enredo é “As mil e uma noites de uma Mocidade pra lá de Marrakesh”. De acordo com a escola, esse tema foi desenvolvido pelos carnavalescos Alexandre Louzada e Édson Pereira.

Títulos





O último título da escola foi em 1996, com o enredo “Criador e Criatura”. No total, a escola foi campeã do grupo especial três vezes (além 1996, nos anos de 1990 e 1991). Para ficar por dentro de mais informações sobre a escola, desde fotos e notícias de eventos, desfiles, dentre outros, acesse a página oficial da Mocidade em http://www.mocidadeindependente.com.br/ ou https://www.facebook.com/MocidadeOficial/.

Morte de mestre Quirino e compositor J. Britto

No dia 2 de janeiro de 2017, a escola carioca comunicou em sua página no Facebook o falecimento de mestre Quirino da Cuíca, um dos maiores ritmistas da história da Mocidade Independente. Outra perda para os integrantes da agremiação foi a morte do compositor J. Brito, um dos autores dos sambas-enredo de 1997 (vencedor do Estandarte de Ouro), 1998 e 2001. Na rede social, a escola postou: “Seus nomes estão gravados na história Mocidade Independente e serão para sempre lembrados e reverenciados! “.

Por Letícia Veloso



Post Comment