Síndrome de Burnout – O Que é, Sintomas e Tratamento

Saiba aqui o que é, os principais sintomas e como sair da Síndrome de Burnout.

O estresse com a correria do dia a dia no trabalho é comum, mas quando isso se intensifica e acaba acarretando problemas para a sua saúde física e mental pode se caracterizar como Síndrome de Burnout, que consiste no esgotamento profissional, que é diagnosticada como um distúrbio emocional.

Os principais sintomas da doença envolvem exaustão extrema, esgotamento físico e estresse proveniente de situações vividas no trabalho. Geralmente, a síndrome acomete as pessoas que vivem constantemente sobre pressão e lidam com grandes responsabilidades no seu cotidiano.

Quer saber mais sobre o assunto? Confira, neste post, como se recuperar do Burnout!

Quais são os principais sintomas da Síndrome de Burnout?

As pessoas que desenvolve a síndrome costumam apresentar sofrimentos psicológicos, nervosismo, problemas físicos, como cansaço excessivo, dor de barriga e tonturas. Nos casos mais avançados, a indivíduo não tem vontade de levantar da cama, nem de sair de casa. Outros sintomas manifestados são:

  • insônia;
  • cansaço excessivo mental e físico;
  • alteração no apetite;
  • dor de cabeça recorrente;
  • dificuldade para se concentrar;
  • alterações repentinas de humor;
  • sentimento de insegurança e fracasso;
  • dores musculares;
  • fadiga;
  • isolamento;
  • pressão alta;
  • alteração nos batimentos cardíacos;
  • problemas gastrointestinais.

Como a doença e diagnostica?

Ao ter alguns dos sintomas citados anteriormente, você deve procurar a ajuda de um médico psiquiatra ou psicólogo, que são os profissionais habilitados para diagnosticar o problema e indicar um tratamento apropriado para o seu caso.

Mesmo manifestando os sintomas da doença, muitas pessoas ignoram o problema e seguem trabalhando, o que pode agravá-lo, resultando em consequências mais graves para a sua saúde mental e física.

O que fazer para sair do Burnout?

Para tratar a Síndrome Burnout é necessário contar com o acompanhamento de um psicólogo, que auxilia o paciente a entender as razões para o desenvolvimento da doença e, a partir daí, encontrar as melhores estratégias para reduzir o estresse.

Leia também:  Futebol ao vivo só em 2021 ? O que muda com a pandemia ?

As consultas periódicas com o terapeuta também são de grande ajuda para que a pessoa possa desabafar sobre as situações que vive no ambiente próprio e, assim, melhore o seu autoconhecimento, sabendo como deve agir nas circunstâncias que fazem parte da sua rotina profissional, além de ter mais segurança e tranquilidade na realização de suas atividades.

O Burnout é desencadeado pelo excesso de trabalho, logo é necessário adotar métodos que ajudem reduzir a carga de tarefas executadas no seu dia a dia. Veja quais são as dicas mais recomendadas.

Reorganizar o seu trabalho

Quando falta organização no trabalho, o profissional acaba despendendo mais tempo nas atividades, além de ter a sensação de que precisa fazer tudo ao mesmo tempo. Por isso, antes de qualquer coisa, é preciso reorganizar o seu trabalho, definindo os horários de cada tarefa. Isso contribui para diminuir as horas e a sobrecarga atreladas ao seu emprego.

Conviver mais com amigos e familiares

Apesar de o trabalho ocupar uma parte muito importante da nossa vida, é necessário termos em mente que há que se ter momentos longe dele. Sendo assim, é altamente indicado passar a conviver mais com os seus amigos e familiares para se distrair. Em vez de ficar até mais tarde na empresa adiantando o trabalho do dia seguinte, por exemplo, você pode sair depois do expediente com os seus amigos para bater papo.

Fazer atividades relaxantes

Reservar um tempo só para você também é uma boa ideia para relaxar e combater o Burnout. Levando isso em consideração, procure fazer mais atividades prazerosas, como dançar, ouvir as suas músicas preferidas ao final do dia, ir ao cinema, ler um livro novo ou até mesmo cozinhar um prato que você gosta muito.

Leia também:  Divórcio pela internet - como funciona

Praticar exercícios físicas

A prática regular de atividades físicas, como caminhar ou correr, traz benefícios tanto para a saúde física quanto para a mental, uma vez que proporciona uma sensação de relaxamento, bem-estar e disposição. A atividade pode ser feita antes ou depois do horário do trabalho.

Viu só como é possível tratar a Síndrome de Burnout? Vale lembrar que os sintomas da doença não devem ser ignorados, é imprescindível buscar ajuda especializada para realizar um tratamento específico para o seu caso.

Simone de Paula Leal

Próximo Post

Não há mais posts

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *